Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Gaúcha do Norte,27 de Junho de 2022 - Segunda Feira

Relator quer cortar R$ 10 bi do Bolsa Família; ministra critica proposta

Relator do Orçamento 2016 disse que vai propor cortes no programa

POLÍTICA | 21/10/2015 - 06:26:53


Após o relator do Orçamento 2016 no Congresso Nacional, deputado Ricardo Barros (PP-PR), dizer que irá propor um corte R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bilhões previstos para o programa Bolsa Família no ano que vem, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, afirmou nesta terça-feira (20) ser contra a proposta do parlamentar. Para ela, o governo tem "convicção" de que os valores previstos foram estimados "corretamente".

Uma das principais bandeiras dos governos do PT, o programa foi criado durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e completou 12 anos nesta terça. Desde que foi criado, o programa está sob a gestão do Ministério do Desenvolvimento Social.

Conforme a proposta do relator, caso o corte no Bolsa Família seja aprovado pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso, não haverá novos ingressos ao programa no ano que vem. Além disso, quem sair não poderá retornar e quem recebe o benefício não será prejudicado.

"Acredito que a gente precisa conversar muito [sobre o corte] porque nós temos muita convicção de que os recursos do Bolsa Família estão estimados corretamente para o Orçamento do ano que vem", disse a ministra.

"A gente gasta este patamar de recursos e eu tenho muito medo das pessoas ficarem falando em corte [no programa] porque, na verdade, o Bolsa Família está em pleno pagamento e está garantido. O governo federal e a presidenta Dilma têm dito que o Bolsa Família está intacto", acrescentou Tereza Campello.

Segundo Tereza Campello, o governo está “à disposição” do Congresso Nacional para prestar as informações necessárias sobre as projeções feitas para o orçamento do Bolsa Família do ano que vem a fim de garantir recursos para o programa.

Questionada pelo G1 sobre se a proposta do deputado Ricardo Barros prejudica o programa, Campello disse “claro que sim” e acrescentou: “mas eu não acredito que isso [corte] vai ocorrer.”

“Nós vamos mostrar para o conjunto dos deputados os nossos dados e que esse patamar de 14 milhões de famílias [beneficiadas] é compatível com os dados do IBGE. Nós temos dados que têm como comprovar: o Bolsa Família é transparente. […] E é por isso que nós achamos que os recursos serão mantidos. Achamos, não. Temos certeza”, concluiu.

Mais cedo, em entrevista à "TV NBR", emissora oficial do governo federal, a ministra já havia dito que o Executivo projetou "recursos suficientes" para pagar as 14 milhões de famílias que atualmente estão no programa.

Além disso, os líderes do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), e na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), criticaram a proposta do deputado Ricardo Barros. Para eles, o programa de transferência de renda serve como política de inclusão social no país e não como "esmola".

Bolsa Família
Segundo o governo, ao longo dos 12 anos de existência, o Bolsa Família ajudou a retirar 36 milhões de brasileiros da extrema pobreza. Atualmente, diz o Executivo federal, 75% dos beneficiários estão no mercado de trabalho e há 14 milhões de famílias cadastradas. Além disso, 97% das crianças beneficiadas estão com a frequência escolar em dia.

No ano passado, o Brasil foi retirado do Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o governo avalia que estão entre os fatores para a saída os resultados obtidos por meio do programa de transferência de renda.


Fonte: G1

Política - 24/06/2022

Adolescente usa ferro em brasa para marcar 22 de Bolsonaro na pele

Caso ocorreu em Mirassol D’ Oeste (300 km a Oeste de Cuiabá)

Querência - 22/03/2022

Vereador que sacou a arma para outro em Querência é policial aposentado; ele pode ser cassado por quebra de decoro

O policial aposentado foi impedido de atirar por um policial militar que estava na casa de leis acompanhando a sessão

JUSTIÇA - 03/03/2022

Lewandowski suspende última ação penal contra Lula

Lula se tornou réu no ano de 2016

JUSTIÇA - 19/10/2021

TJ afasta Emanuel Pinheiro da Prefeitura; chefe de gabinete é preso

A Prefeitura será assumida pelo vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV)

Ver todos

SELECT * FROM mega_noticias WHERE status > '1' and publicacao <= '2022-06-27 01:06:53' and cat='25' and cod_mega!='1814' ORDER BY publicacao DESC limit 4


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!