Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Gaúcha do Norte,27 de Junho de 2022 - Segunda Feira

Professora que atuou em Água Boa e Canarana representa MT em evento de ciências nos Estados Unidos

Eliete Both estudou boa parte da infância na zona rural na rede pública e vem conquistando espaço na academia como professora

EDUCAÇÃO | 25/04/2022 - 16:33:38


Professora de matemática Eliete Both irá representar Mato Grosso nos EUA Foto: Arquivo pessoal

A professora de matemática Eliete Grasiela Both, de 40 anos, irá representar Mato Grosso em um evento de ciências nos EUA, em maio. Desde 2013, ela trabalha no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá.

Ela sempre teve paixão pelos estudos desde cedo e, como professora, vem conquistando cada vez mais espaço na academia desde a graduação.

O evento de ciências ocorre em Atlanta, nos EUA, entre os dias 7 e 13 de maio deste ano.

Para ela, essa conquista não é pessoal, mas coletiva.

“Me sinto extremamente honrada e feliz. Vejo isso não apenas como uma conquista pessoal, mas como um resultado da educação pública. Acredito que investir na educação é o caminho que deve ser escolhido por todos os governantes em nosso país, tanto na esfera federal, quanto estadual e municipal, pois a educação, mais que qualquer outra ferramenta, tem o poder de transformar histórias e, consequentemente, a sociedade”, disse.

Eliete é natural de Ibirubá, no Rio Grande do Sul, em seguida, se estabeleceu com os pais no município de Água Boa, em Mato Grosso.

Lá, ela cresceu na zona rural e precisou morar na casa da professora dela, à época, para conseguir estudar, uma vez que a escola era longe da casa dos pais dela.

Isso fortaleceu Eliete a se envolver cada vez mais com os estudos, despertando o amor pelo conhecimento. Ela estudou longe dos pais durante boa parte da infância, até que a família se mudou para a zona urbana e voltaram a ficar juntos.

Ao chegar à universidade, Eliete precisou não apenas estudar, mas também ensinar outros alunos porque faltava professores naquele tempo.

“Lecionei durante todos os anos da minha graduação, pois a falta de professores de matemática habilitados, na região, era muito marcante à época. Nesse período, fui professora da rede estadual de Mato Grosso e, por dois anos, da rede municipal do município de Canarana. E lecionei, ainda, por um ano, em uma escola privada em Água Boa”, contou.

Organizado pela embaixada do Brasil nos EUA, o evento de ciências Regeneron ISEF – 2022, que reúne as áreas de ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemática. Por edital, quatro professores foram selecionados para representar o país no evento, sendo do Piauí, Ceará, Rio de Janeiro e Mato Grosso, com Eliete.

O evento acadêmico também traz os trabalhos de estudantes do ensino médio que foram classificados na 20ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace).


Fonte: Olhar Alerta

MARCO - 22/06/2022

Professora é a primeira brasileira na coordenação do maior acelerador de partículas do mundo

Carla Göbel faz história ao assumir o posto de coordenadora adjunta de física

Orkut - 29/04/2022

Orkut de volta? Fundador reativa site e diz que está construindo algo novo: ‘Vejo vocês em breve’

Rede social fez grande sucesso nos anos 2000

INTERNACIONAL - 24/02/2022

Rússia começa guerra na Ucrânia; Biden diz que serão aplicadas “maiores sanções da história”

Biden diz que Rússia não poderá negociar em dólar, euro, iene ou libra

INTERNACIONAL - 24/02/2022

Rússia avança com ataques na Ucrânia; líderes mundiais prometem reação

Biden, União Europeia e países aliados prometem mais sanções.

Ver todos

SELECT * FROM mega_noticias WHERE status > '1' and publicacao <= '2022-06-27 00:41:00' and cat='59' and cod_mega!='6321' ORDER BY publicacao DESC limit 4


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!