Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Após golpe militar, Mianmar fecha aeroporto internacional até maio

Permissão para pousos e decolagens foi revogada para todos os voos

MUNDO | 02/02/2021 - 09:43:14

governo militar que deu um golpe de Estado em Mianmar fechou o principal aeroporto internacional do país, o de Yangon, até maio.

O gerente do aeroporto de Yangon, Phone Myint, disse à agência de notícias Reuters nesta terça-feira (2) que o aeroporto ficará fechado até maio, sem dar uma data exata.

O jornal "Myanmar Times" afirmou que a permissão para pousar e decolar foi revogada para todos os voos, incluindo os de socorro, até as 23h59 do dia 31 de maio.

O Conselho de Segurança da ONU vai se reunir nesta quinta para debater o golpe militar no país asiático, que faz fronteira com China, Bangladesh, Laos e Tailândia no sudeste da Ásia.

Antes da reunião, a China, que tem direito a veto no Conselho de Segurança e foi uma das poucas potências mundiais a não condenar a tomada de poder, afirmou que o mundo deve contribuir para a estabilidade de Mianmar.

Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, disse que todas as ações da comunidade internacional devem contribuir para a estabilidade política e social de Mianmar, para evitar o aumento das tensões.

Ontem, o presidente dos Estados UnidosJoe Biden, havia pedido pressão internacional para que militares de Mianmar "renunciem imediatamente" após o golpe.

 

Golpe militar

Os militares derrubaram o governo eleito do país, tomaram o poder e prenderam a prêmio Nobel da Paz de 1991, Aung San Suu Kyi, o presidente do país, Win Myint, e outros líderes civis nesta segunda-feira (2).

Os militares alegam "enormes irregularidades" mas eleições legislativas de novembro, vencidas por ampla maioria pelo partido de Aung San Suu Kyi, o NDL, e dizem que vão organizar uma votação "livre e justa" após o estado de emergência.

O Exército anunciou um estado de emergência por um ano e que o general Min Aung Hlaing, chefe das Forças Armadas, será o presidente em exercício. "Colocaremos em funcionamento uma autêntica democracia pluripartidária", afirmaram os militares em um comunicado.

 

Décadas de ditatura

O golpe ocorreu sem atos de violência e poucas horas antes da primeira sessão do Parlamento eleito em novembro. A votação foi a segunda eleição geral do país desde 2011, quando a junta militar que governava o país foi dissolvida.

Em 2015, a NDL também venceu por ampla maioria, mas se viu obrigada a compartilhar o poder com o Exército, que controlava três importantes ministérios (Interior, Defesa e Fronteiras).

 


Fonte: G1


Mundo - 03/04/2024

WhatsApp fora do ar: app dá erro de “procurando novas mensagens”

Pane afeta versões do WhatsApp para Android e iPhone, além dos programas para computador WhatsApp Web e WhatsApp Desktop.

GUERRA - 10/10/2023

O que provocou a guerra entre Israel e o Hamas? Entenda

A ofensiva do grupo militante em Gaza representa um grande fracasso da inteligência de Tel-Aviv. As consequências devem ser duradouras

POLÍTICA - 10/08/2023

Candidato a presidência do Ecuador foi assassinado a tiros após sair de comício; 06 suspeitos foram presos

Um suspeito foi morto durante troca de tiros com seguranças; Fernando Villavicencio morreu após ser baleado ao sair de um comício político

NOVIDADE - 06/07/2023

Instagram lança Threads, app rival do Twitter; saiba como funciona

Lançamento foi antecipado pela empresa de Mark Zuckerberg após Twitter anunciar limite para leitura de posts

Ver todos

SELECT * FROM mega_noticias WHERE status > '1' and publicacao <= '2024-06-17 12:46:35' and cat='59' and cod_mega!='5504' ORDER BY publicacao DESC limit 4


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!