Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Gaúcha do Norte,28 de Novembro de 2021 - Domingo

Conta de luz pode subir até 8% por mudança em encargo, diz Aneel

Decisão judicial determina que valores deixem de ser pagos pela indústria

ECONOMIA | 26/08/2015 - 07:58:32


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira a abertura de audiência pública sobre a metodologia de cálculo e cobrança da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que é um encargo cobrado nas contas de luz. Hoje, esta conta é paga pelas indústrias, mas uma decisão judicial obtida pelas empresas determinou que os custos sejam repassados aos consumidores residenciais.

Se a determinação for acatada, a mudança deve representar uma alta de até 8% nas contas. Para cumprir a decisão judicial, a Aneel argumentou que antes é preciso realizar audiência pública sobre o tema, já que será preciso definir uma nova metodologia de cálculo, que não está prevista na legislação hoje.

A ação foi movida pela Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace), que alegou “ilegalidade” no sistema de cobrança atual. A Aneel tentou derrubar a liminar, mas teve o pedido negado pela Justiça na semana passada. A agência promete agora recorrer ao plenário do Tribunal Regional Federal (TRF) e ainda ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Pelos cálculos da Aneel, o cumprimento da decisão judicial levaria ao repasse de R$ 1,8 bilhão aos consumidores residenciais via reajuste tarifário. Neste caso, a agência poderia promover novas revisões extraordinárias ainda este ano, explicou o relator do processo, André Pepitone da Nóbrega.

Outro item em discussão é a mudança da cobrança, hoje feita em valores fixos por megawatt-hora, e que passaria a ocorrer mediante o uso dos fios. “Essa não é uma decisão simples ou trivial, é um estudo de alta complexidade. Há uma série de elementos que precisam ser decididos, por isso nós estamos colocando a matéria em audiência pública”, afirmou Nóbrega. A agência receberá contribuições sobre o assunto pelo prazo de 20 dias.

Nota da Abrace
Em comunicado divulgado nesta terça, a Abrace afirma que a decisão da Aneel de submeter à audiência pública a decisão judicial "posterga o cumprimento de liminar que deveria proteger, desde 6 de julho passado, os consumidores".

Segundo a associação, no processo de definição do encargo foram transferidos à indústria, custos que a penalizam.

"A Associação tem muito respeito pelo regulador, mas vê com preocupação o tratamento que vem sendo dado à decisão judicial e os consequentes problemas que acarreta às indústrias: além de estarem submetidas a custos dos quais estariam protegidas, hoje essas empresas sofrem ameaças de penalizações, inclusive de cortes de fornecimento por parte das distribuidoras que as atendem e que também deveriam estar protegidas pelos efeitos da liminar", afirma a Abrace.

"Vale observar ainda que, antes do enfrentamento judicial, a Abrace esgotou as tentativas de construção de solução, discutindo amplamente o problema com a Aneel e o Ministério de Minas e Energia, sendo que, embora o problema tivesse sido compreendido, não houve encaminhamento nos prazos considerados necessários pela indústria", acrescenta.

 


Fonte: G1

ECONOMIA - 10/04/2020

Dólar cai durante o 4º dia seguido e fecha a quinta-feira a R$ 5,09

Recuo de 1,02% levou a moeda norte-americana a registrar a maior queda semanal em mais de um ano

ECONOMIA - 20/02/2020

Caixa anuncia financiamento imobiliário com juros fixos

Condições são válidas para imóveis residenciais novos e usados

ECONOMIA - 05/02/2020

Petrobras volta a reduzir preço da gasolina e do diesel nas refinarias

Neste ano, já é quarta vez que a estatal reduz o preço dos combustíveis

ECONOMIA - 09/01/2020

Governo quer Receita Federal em vistoria no Bolsa Família

Projeto a ser encaminhado ao Congresso propõe cruzamento de dados com declarações de IR

Ver todos

SELECT * FROM mega_noticias WHERE status > '1' and publicacao <= '2021-11-28 17:38:28' and cat='22' and cod_mega!='1580' ORDER BY publicacao DESC limit 4


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!