Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Gaúcha do Norte,17 de Agosto de 2022 - Quarta Feira

Dois casos da variante Ômicron são identificados no Brasil, informa a Anvisa

Instituto Adolfo Lutz vai fazer análise confirmatória.

SAÚDE | 30/11/2021 - 22:36:55


Foto: NIAID

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou na tarde de ontem (Terça-Feira 30) que serão enviadas para análise laboratorial as amostras de dois brasileiros que, em análise preliminar, apresentaram resultado positivo para a variante Ômicron do novo coronavírus. A testagem foi realizada pelo laboratório Albert Einstein.

O caso positivo investigado é de um passageiro vindo da África do Sul e que desembarcou no aeroporto internacional em Guarulhos, São Paulo, no dia 23. O passageiro portava  resultado de RT-PCR negativo e ia voltar para o país africano no dia 25 e ia fazer novo teste, acompanhado de sua mulher, para poder embarcar. Nesse novo teste os dois testaram positivo para a covid-19 e foi feita a comunicação ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) de São Paulo.

O laboratório Albert Einstein fez o sequenciamento genético das amostras e notificou a Anvisa sobre os resultados positivos e informou hoje que tratava-se da nova variante. 

“Diante da identificação e testagem com resultado positivo para Covid-19, a Rede CIEVS, ligada ao Ministério da Saúde, deve monitorar casos de acordo com o sistema de vigilância vigente no Brasil, para avaliação das condições de saúde e direcionamento dos indivíduos aos serviços de atenção à saúde, bem como para adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19”, destacou a Anvisa em nota. 

A entrada do passageiro no país foi anterior à edição da portaria Interministerial que proibiu, em caráter temporário, voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem pela África do Sul.


Vacinação

Ontem, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a principal resposta contra a variante Ômicron é a vacinação. “Esse contrato assinado com a farmacêutica Pfizer é a prova cabal da programação do Ministério da Saúde para enfrentar não só essa variante Ômicron como as outras que já criaram tanto problema para nós”, completou.

Ele afirmou que o cuidado da vigilância em saúde no país permanece o mesmo adotado desde o começo da pandemia. “É uma variante de preocupação, mas não é uma variante de desespero porque temos um sistema de saúde capaz de nos dar as respostas no caso de uma variante dessa ter uma letalidade um pouco maior. Ninguém sabe ainda”.


Fonte: Água Boa News

Nacional - 12/08/2022

Desemprego registra queda em 22 unidades da federação

Maior recuo foi registrado em Tocantins

CENSO 2022 - 10/08/2022

Censo 2022 começa em territórios indígenas nesta quarta-feira e vai até o dia 31/10

Em 2010 foram contados 896,9 mil indígenas, de 305 etnias ou povos e falantes de 274 línguas indígenas.

Agronegócio - 25/07/2022

Brasil será autossuficiente em trigo em menos de uma década, dizem pesquisadores

A Argentina é a principal exportadora para o país, com 87% de todas as importações de trigo

PAÍS - 22/07/2022

Petrobras anuncia que alcançou 97% de utilização em suas refinarias

Dado consta em relatório referente ao segundo trimestre

Ver todos

SELECT * FROM mega_noticias WHERE status > '1' and publicacao <= '2022-08-17 05:26:20' and cat='27' and cod_mega!='5984' ORDER BY publicacao DESC limit 4


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!