Gaúcha do Norte,25 de Agosto de 2019 - Domingo

Efeitos da radiação solar na pele e a importância do protetor solar

Saiba qual a importância do protetor solar para a saúde da pele e tire suas principais dúvidas sobre o tema.

08/08/2019 - 05:43:59


Crédito da imagem: intermountainhealthcare.org

Embora os efeitos da radiação solar sejam cada vez mais discutidos, nem todas as pessoas se atentam para uso do protetor solar diariamente.

Pensando nisso, hoje iremos falar um pouquinho sobre a importância do protetor solar para a saúde da pele e porque é tão crucial utilizá-lo.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

A radiação solar e seus efeitos sobre o organismo

Apesar da exposição solar ser essencial para o controle de algumas doenças crônicas e estimulação da produção de vitamina D, os efeitos danosos de sua radiação podem ser mais perigosos para a saúde do que se imagina!

O principal fator da luz solar que contribui para os efeitos deletérios sobre a pele é a radiação ultravioleta, os famosos raios UV.

Mesmo que invisíveis para nossos olhos, os raios ultravioletas são prejudiciais não só para a pele, mas para o organismo como um todo.

Existem três tipos principais: os raios ultravioletas A (UVA), B (UVD) e C (UVC). Independentemente do tipo, há a lesão de estruturas cruciais do organismo, como o importantíssimo DNA (ácido desoxirribonucleico).

O DNA é uma molécula essencial para a sobrevivência, que controla todos os processos celulares. Quando a radiação atinge suas bases, a estrutura pode se modificar e resultar em doenças sérias, como o câncer.

Além disso, os raios podem causar dolorosas queimaduras solares, que acabam comprometendo a qualidade de vida do indivíduo. Sobrecarregando ainda mais a estética, a luz UV afeta o rejuvenescimento, acentuando sinais como rugas e linhas de expressão.

Para piorar ainda mais a situação, você já deve ter ouvido que a incidência de radiação solar está cada vez mais forte, certo? Isso é pura verdade!

Devido a fenômenos climáticos e de poluição terrestre, a camada de Ozônio, responsável pela proteção dos raios UV para a Terra, está se tornando cada vez mais fina e a incidência dos raios danosos tem sido cada vez maior.

Por esse motivo, se torna ainda mais importante caprichar na proteção solar.

Principais problemas relacionados com a exposição solar

Além de queimaduras solares dolorosas, a exposição solar sem adequada proteção pode ter vários pontos negativos. Os principais são:

  • Potencializar rugas e linhas de expressão;
  • Contribuir com sintomas de envelhecimento precoce;
  • Causar tumores cutâneos;
  • Agravar reações alérgicas e de fotossensibilidade;
  • Aumentar as chances de desenvolvimento de câncer de pele.

Como o protetor solar pode ajudar?

Agora que você viu como os raios solares podem ser prejudiciais tanto para a estética corporal quanto para a saúde como um todo, vamos entender como o filtro solar pode ajudar.

Os filtros solares são compostos por substâncias que agem protegendo contra a radiação ultravioleta do sol, deixando nosso organismo mais apto a lidar com ela.

Os fatores de proteção, conhecidos como FPS, nos indicam qual é o período seguro de exposição ao sol.

Por exemplo, se você utilizar um filtro solar com FPS 30, quer dizer que o produto irá te proteger 30 vezes mais do que se você não estivesse usando nenhum tipo de protetor.

Desta maneira, o uso de protetores solares com fatores de proteção específicos para o tipo de pele atua contra a radiação solar, deixando a pele protegida e saudável.

Como escolher o protetor solar ideal?

As indicações com relação ao uso, textura e nível de proteção variam bastante, principalmente conforme o tipo e a cor de pele. O ideal é buscar orientação médica e definir quais composições são as mais recomendadas para a sua completa proteção.

Quando for escolher o seu protetor, não esqueça de verificar se o produto protege contra os dois tipos de raios principais: o UVA e o UVB. Pois ambos podem ser muito danosos para a pele e penetram ocasionando lesões.

Geralmente os raios UVA atingem as camadas mais profundas da pele e os seus efeitos são sentidos a longo prazo, como é o caso dos sinais do envelhecimento.

Já os raios UVB causam problemas mais imediatos, como queimaduras e pele sensível, pois agem nas camadas mais intermediárias do órgão.

As peles claras precisam de fatores de proteção ainda mais potentes do que as morenas, visto que sua superfície acaba sendo ainda mais sensível a esse tipo de radiação. Mas isso não significa que as peles mais escuras podem esquecer a proteção, jamais!

Dica: tudo irá depender das avaliações do seu dermatologista, mas em geral:

  • Peles muito brancas necessitam de FPS 60, principalmente nas áreas mais expostas – elas se queimam com extrema facilidade;
  • Peles mais morenas contam com uma pequena proteção natural e podem fazer uso do FPS 30;
  • Já as peles bem morenas e negras podem utilizar o FPS 15, pois raramente se queimam (embora a proteção ainda seja de extrema importância).

Para garantir seus resultados, não esqueça de aplicar o protetor pelo menos meia hora antes da exposição solar, garantindo a sua absorção e efetividade.

Além disso, nada de passá-lo apenas no rosto! Todas as áreas que vão estar expostas precisam ser bem cuidadas... não esqueça das mãos, do pescoço, dos braços e outras regiões que comumente acabam passando despercebidas.

Sempre que se molhar ou suar excessivamente, lembre de retocar a proteção e saiba da importância de realizar isso ao longo do dia.

Só devo usar protetor solar em dias ensolarados?

Nada disso!

Independente do clima, o uso de filtro solar é obrigatório para qualquer tipo de pele.

Isso acontece porque embora não tenha sol, os raios solares são invisíveis e capazes de nos alcançar até nos dias em que o clima está nublado. Assim, inserir o hábito de passar protetor solar todos os dias é essencial e deve ser implementado o quando antes!

Outros aspectos importantes

Apesar da radiação solar ser essencial para garantir a qualidade de vida, se expor sem proteção pode trazer imensos malefícios para a saúde.

Não é só a estética que fica comprometida com rugas e linhas de expressão, existe inclusive a possibilidade de alteração do DNA e surgimento de lesões importantes, como o temido câncer de pele.

Por isso, proteção solar é essencial para qualquer tipo de pele e deve ser levada à sério!

 

 

        

 

 


Fonte: Danielle Soares Marketing Digital, AesCare


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!