Gaúcha do Norte,22 de Outubro de 2018 - Segunda Feira

Operação em MT apreende 127 CNHs e documentos furtados e falsificados

Polícia fez operação na região conhecida como 'Pedra', no Bairro do Porto

12/08/2016 - 10:20:14


Operação apreendeu 127 CNHs e documentos furtados e falsificados (Foto: Assessoria/Polícia Civil de MT)

Quatro pessoas foram presas e mais de 120 carteiras de habilitação e documentos foram apreendidos durante uma operação, nesta quinta-feira (11), em Cuiabá. A operação 'Cova de Caco' foi deflagrada para evitar comércio ilegal de veículos roubados ou furtados, clonados e financiados na Grande Cuiabá. A ação se concentrou na região conhecida como 'Pedra', no Bairro do Porto.

Na operação foram apreendidas 51 carteiras de habilitação (CNH), sendo 49 produtos de furtos e duas falsificadas; 47 Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo  (CRLV) falsificadas, 29 Certificados de Registro Veiculo (CRV) falsos, 6 veículos (4 carros e duas motocicletas).

Oito estabelecimentos comerciais e 69 pessoas envolvidas foram revistados. Agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) autuaram 39 veículos por infrações de trânsito.

Os documentos apreendidos (CRLV e CNH) são roubados ou falsificados, onde eram comercializados junto com os veículos por falsos despachantes. Conforme a Polícia Civil, as cédulas dos documentos são verdadeiras, mas com dados falsos, inseridos depois de um processo de lavagem do papel.

Dos oito estabelecimentos vistoriados, seis foram interditados por falta de alvará e utilização indevida por falsos despachantes. Durante investigações foi constatado que 80% das pessoas presas com veículos roubados ou furtados afirmavam que adquiriram os carros nessa região conhecida como Pedra.

Dois homens e duas mulheres foram presos pelos crimes de uso de documento falso, falsificação de documento público, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo. Dois são comerciantes e dois falsos despachantes. Os quatro serão encaminhados para audiência de custódia.

O nome da operação “Cova de Caco” é alusivo a mitologia romana. Caco era um célebre bandido, metade homem e metade animal, filho do deus do fogo, Vulcano. Caco vivia numa caverna sob o monte Aventino, onde guardava o fruto de seus roubos.


Fonte: G1 MT


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!