Gaúcha do Norte,16 de Setembro de 2019 - Segunda Feira

Igreja matriz será demolida e dará espaço para nova construção em Gaúcha do Norte

Obra foi aprovada pela comunidade católica, pela diretoria da igreja e pela diocese

07/03/2019 - 22:38:45


A Quarta-Feira de Cinzas marcou o encerramento de um ciclo para os católicos de Gaúcha do Norte/MT, com a última celebração realizada na igreja matriz na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, antes de sua demolição. O espaço dará lugar a uma nova matriz de cerca de 1000 metros quadrados, com uma torre de 33 metros de altura e de uma beleza incontestável.

Durante o dia, pastorais e toda comunidade católica estiveram envolvidas com a mudança da igreja para um espaço provisório (próximo a Câmara Municipal) até a construção da nova matriz.

A necessidade de uma nova obra surgiu após vários investimentos com reformas e uma notificação do Corpo de Bombeiros. Uma nova obra foi cogitada e aprovada pela comunidade católica, pela diretoria da igreja e pela diocese.

A obra deve durar de dois anos a dois anos e meio, dependendo das arrecadações com festas e campanhas. Será realizada pela construtora dos irmãos Gilberto e Gilmar de Gaúcha do Norte/MT. “Surgiram várias propostas de construtoras, sendo aberto para outras cidades e nós juntamente com o conselho econômico optamos por esta de Gaúcha visando valorizar o nosso mercado local”, apontou o padre Giovani Brunetto.

O trabalho que vem sendo desenvolvido há cerca de um ano e meio em prol dessa construção contou com a participação da diretoria da igreja. “Estamos animados com esse projeto, a sociedade esta colaborando. Todos os projetos já estão pagos, a mão de obra já foi fechada e seguimos arrecadando materiais para a construção. O desmanche da igreja antiga já começou, em seguida vem a terraplanagem e seguimos acreditando na colaboração e de que tudo dará certo”, disse Walmir Wessner que juntamente com sua esposa desempenham a função de coordenadores.

Fernanda Casanova Karnoski e o esposo são tesoureiros. “Nós somos apenas os operários dessa obra, esse projeto foi bastante discutido e desde a aprovação temos buscado arrecadações. Temos R$ 700 mil reais em caixa vindos da realização de festas e de campanha de arrecadação de soja. Só com mão de obra vamos investir R$ 900 mil reais”, pontuou Fernanda.

Os vice-coordenadores Cleide Zemolin e esposo acreditam no desenvolvimento da cidade. “Gaúcha do Norte é uma cidade que tem crescido bastante, ao mesmo tempo em que temos dó de desmanchar essa obra nos deparamos com muitos investimentos e não vemos resultado, assim, precisamos dar um passo à frente. A cidade vai desenvolver e precisamos de uma igreja que comporte nossos fiéis”, pontuou Cleide.

Veja mais sobre a obra no vídeo a seguir.


Fonte: Redação


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!