Gaúcha do Norte,31 de Maio de 2020 - Domingo

CRAS de Gaúcha do Norte inicia campanha alusiva ao 18 de Maio

Campanha trabalha o combate ao abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes

13/05/2020 - 12:29:32


A campanha de 18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes é trabalhada todos os anos em Gaúcha do Norte. Este ano, devido as aulas e encontros dos grupos do CRAS estarem suspensos em virtude do novo Coronavírus (Covid-19), outros métodos foram adotados.

Uma grande faixa foi fixada em frente o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade em prol da campanha que tem o lema “Faça Bonito”.

Técnicos de referência do CRAS, a psicóloga Raquel Puhl e o assistente social Luiz Carlos Santos Lopes tem trabalhado com os grupos de convivência de forma virtual. Diversos vídeos e materiais da campanha estão sendo trabalhados virtualmente. A flor amarela, símbolo da campanha está sendo confeccionada em casa por estes participantes como maneira de reflexão. Já para chegar até os alunos, folders da campanha foram entregues junto com as atividades domiciliares.

Para os técnicos de referência, a campanha tem o principal objetivo de conscientizar e prevenir o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes no município. “Todos os anos trabalhamos essa campanha em todo o município, tanto na zona urbana quanto na rural e casos continuam surgindo, por isso é importante promover a conscientização, assim como a necessidade de realizar a denúncia”, apontaram.

“O abuso sexual transpassa todas as classes sociais e muitas vezes, tanto o abuso quanto a exploração sexual, não são denunciados pela questão do tabu da sociedade. Muitas famílias optam por não denunciar para preservar a imagem da família e quem sofre são os indivíduos que tiveram seus direitos violados, não recebendo assim o devido tratamento”, pontuaram os técnicos.

18 de maio

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Veja no material abaixo, mais informações sobre a campanha; diferença entre abuso e exploração sexual, como denunciar e outros.


Fonte: Redação


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!