Gaúcha do Norte,16 de Setembro de 2019 - Segunda Feira

Campanha 18 de Maio é desenvolvida com alunos de Gaúcha do Norte

Campanha de Combate encerra com caminhada na sexta-feira

14/05/2019 - 18:56:11


A data de 18 de Maio remete a Campanha de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes que acontece nacionalmente e nesta semana é desenvolvida em Gaúcha do Norte. Na segunda-feira (13.05), a Campanha foi trabalhada com os alunos de 5° Ano do Ensino Fundamental ao 3° Ano do Ensino Médio da Escola Estadual Gervásio dos Santos Costa. Ao todo, cerca de 300 alunos participaram do ciclo de palestras.

O tema foi abordado pelas secretarias de Assistência Social e Saúde e tem por objetivo alertar os alunos sobre como os abusos podem acontecer e conscientizá-los sobre a necessidade de denunciar os casos de abuso e exploração sexual.

AÇÕES EM GAÚCHA DO NORTE

Os alunos da Escola Municipal de Educação Básica Bem-Me-Quer e creche Cantinho do Amor também recebem ações em prol da campanha.

Serão confeccionadas flores, cartazes e redações sobre o tema. A abordagem sobre a campanha encerra com uma caminhada na sexta-feira, dia 17 de Maio, visitação do comércio local para a colocação dos cartazes e pit stop no final da tarde.

A caminhada acontece a partir das 7 horas da manhã, saindo da Escola Gervásio e percorrendo a Avenida Brasil até a rotatória com a Avenida Treze de Julho. Toda população esta convidada a participar e contribuir com a ação.

Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes!
Disque 100!

A CAMPANHA

A Campanha Faça Bonito, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes.

Anualmente a Campanha tem um dia Nacional de mobilização, o dia 18 de Maio. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. 

 


Fonte: Redação


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!