Gaúcha do Norte,14 de Novembro de 2019 - Quinta Feira

Agricultura mantém três gerações no município de Gaúcha do Norte

Produtor alia crescimento na economia a bons negócios realizados

06/04/2015 - 07:49:47


Corsino Zemolin em área já colhida na safra 14/15

A família Zemolin é tradicionalmente conhecida em Gaúcha do Norte por ser a primeira a aderir a plantação de soja no município. Com origem sulista e moradores desde 1981, nos dias atuais, a economia está presente no dia a dia de três gerações. Hoje com 82 anos de idade, o produtor Corsino Zemolin tem três filhos e outros tantos netos inseridos na agricultura de Gaúcha do Norte.


Em entrevista, o produtor relembrou as primeiras experiências no município. “A abertura de área e a preparação da terra acontecia aos poucos e manualmente. Uma parte das áreas recém abertas e queimadas eram para pastagem, naquela época também tivemos a seringueira através de um financiamento disponibilizado aos interessados, e isso que começou a sustentar a família depois que os recursos da região Sul do País tinham acabado”, relembra o agricultor.


A agricultura iniciou com o plantio do milho em 83 e no ano seguinte com a soja, “a primeira safra não deu quase nada, choveu bastante e estragou boa parte da produção. No primeiro plantio gastamos três sacos de semente, plantados sem ajuda de máquinas e sempre com muita dificuldade. Depois com tratores na lavoura, faltava combustível e precisávamos parar de trabalhar”, conta.


“No começo foi difícil, com o tempo fomos produzindo melhor, aumentando a área, investindo em terras, máquinas e conseguimos uma boa evolução”.
Com uma área de 1.700 hectares destinados a cultura da soja e pouco mais de 300 de milho, o agricultor adere o crescimento na cultura a bons negócios realizados no município. Cerca de 1200 hectares já estavam colhidos no final de março e com boa produtividade.


Fonte: Redação: Cely Trevisan


Quer receber as notícias do Gaúcha News no seu e-mail? Cadastre-se!